logotipo

ATIVIDADE FÍSICA PUXA, SEM QUERER, UMA DIETA MAIS SAUDÁVEL

GLAUCO CARDOSO

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

A ATIVIDADE FÍSICA, FEITA COM REGULARIDADE, INFLUENCIARÁ NOS HÁBITOS ALIMENTARES, INVOLUNTARIAMENTE

Alguns estudos apontam que praticar exercícios gera àquela preferência por alimentos mais saudáveis. Efeitos indiretos? Psicológicos? Importante é que gera.
Uma forma de ajustar a sua alimentação é começar a malhar, acredite. Quem afirma categoricamente são pesquisadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, que comprovaram um comer de forma mais saudável após se criar uma rotina com atividade física, e foi de forma involuntária. Os cientistas recrutaram 2.680 universitários entre 18 e 35 anos, que não tinham comportamento ativo e nem se preocupavam com uma comida mais apurada, menos ruim.
Após quinze semanas com atividades físicas monitoradas, com meia hora de treino, três vezes por semana, no tipo de atividade que escolheram, disponíveis na universidade, vieram diversos resultados. Mas o que chamou a atenção dos pesquisadores?
Além de monitorar os sinais vitais durante as atividades, durante os treinos foram coletadas informações diversas através de perguntas aos participantes, todos os dias, e, apareceram respostas sobre alimentação.
Mesmo não sendo instruídos a mudar a forma de comer, e sobre o que comer, porque não era objeto do estudo, a maioria dessas pessoas, naturalmente, acabou por mudar o comer. Os exercícios três vezes por semana, por meia hora mais o aquecimento e relaxamento, foi associado diretamente a menor vontade e consumo de petiscos, itens ricos em gorduras, açúcar e produtos refinados ou processados, e, maior preferência e consumo extra de alimentos saudáveis, como frutas, vegetais e carnes magras.

“Uma das razões pelas quais devemos promover o exercício é que ele pode criar hábitos saudáveis em outras áreas”, aponta, em comunicado à imprensa, a geneticista Molly Bray, do departamento de Ciências da Nutrição da Universidade do Texas, que participou da pesquisa.

De forma que, como sempre podemos apreciar na Revista Saúde e Beleza Mais, a prática de atividade física pode e vai consolidar uma rotina mais saudável, alimentar e fisiológica – exercício bom, chama comida boa, uma rotina equilibrada.
Não dá para ficar parado no sofá. Desde passear mais com o cão, andar de bicicleta com o filho, dar a volta na quadra com a avó, até os intense exercises. Como afirma a pesquisadora: Várias pessoas no estudo não sabiam que tinham esse ser ativo e saudável dentro de si. Muitos estão escolhendo pela primeira vez o que comer e quando se exercitar. Vamos malhar esses músculos, e poder perceber a riqueza de uma proteína de boa qualidade.


Fonte: Saúde e Vital | Maria Tereza Santos access time 27 mar 2019, 17h32