logotipo

A prazerosa arte do Pilates

Luciano Melo | Suellen Carvalho

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

O que a prática de Pilates pode fazer por você? Mais saúde no fortalecimento e alongamento da musculatura

Todo mundo já sabe que praticar uma atividade física, aliada a uma boa alimentação, é essencial para a manutenção da saúde física e mental. 
O que muitas pessoas não conseguem é encontrar um tipo de atividade com a qual elas se identifiquem e que se enquadre na rotina do dia a dia sem parecer maçante: a difícil tarefa de encontrar algo para fazer que não traga junto àquela sensação de imposição.
Atividade prazerosa que ganha de forma crescente uma infinidade de adeptos de ambos os sexos, o Pilates desponta como uma excelente atividade física que reúne a delicadeza presente nos músculos mais frágeis, a força dos movimentos mais elásticos, a vivacidade da pura e uniforme flexibilidade e resistência dos ossos mais fortes. São mais de 500 exercícios concentrados que espantam essa tal de monotonia para longe. Não tem aula chata! É pura concentração e prazer.
É um programa de treinamento muito completo que conta com uma sequência lógica do ponto de vista da saúde, mas que foi construída cheia de opções modais com possibilidades de adequação para cada biótipo corpóreo, para um dia mais alegre, um dia menos alegre. Uma infinidade de posturas que alternadas trabalham o corpo inteiro durante uma única aula. São sessenta minutos trabalhando o corpo inteiro. Tudo isso se dá graças e pelo fato de o criador do método Pilates ter criado os exercícios sendo orientado e influenciado por diversos tipos de esporte e atividade tais como ballet, yoga, boxe, mergulho, ginástica, esqui, entre outros. Nas aulas, você consegue rapidamente identificar exercícios que lembram as técnicas destas modalidades.
Além da diversidade de exercícios, o Pilates trabalha intensamente a musculatura respiratória, pélvica e abdominal, além de braços e pernas sem se utilizar das tradicionais séries repetitivas da musculação de maneira que são feitas no máximo dez repetições para cada exercício praticados durante a aula.
As aulas no Pilates são desenvolvidas de modo personalizado pela própria característica do método. O tempo todo o professor deverá estar corrigindo, ajustando e adaptando os movimentos do praticante. Assim, o ideal do trabalho é que participem no máximo três alunos sob a coordenação de um instrutor.
Os resultados extrapolam os desejados. O corpo se torna mais fortificado, alongado e ereto. Passa a ser um conjunto de força, flexibilidade e postura. Perde-se peso e se ganha massa muscular magra. Para as mulheres, como resultado adicional, reflexos muito positivos sobre a flacidez e celulite. Para os homens, maior capacidade física e conformação muscular.
 


A prática de Pilates apresenta como tratamento de ótimos resultados para muitos casos de hérnia de disco, atuando na descompressão do disco vertebral, fazendo a pessoa "crescer", se alongar, diminui assim os espasmos musculares, melhora o formigamento pelos braços ou pernas. É indicado nos casos de desvios posturais, por trabalhar o reequilíbrio muscular, sustentando e estabilizando a coluna, colocando vértebra por vértebra alinhadas entre si, prevenindo e corrigindo a escoliose, àquele estranho efeito “S” na coluna. No caso de bicos de papagaio, verdadeiros espinhos que machucam os músculos e nervos, o Pilates realinha a pessoa, fortalece e alonga a musculatura eliminando a dor através do equilíbrio readquirido. Embora não retire o “espinho”, se faz com que eles não machuquem mais. Com a prática ocorre também o aumento da densidade óssea, do seu volume e qualidade prevenindo-se a osteoporose, assim como atuando na prevenção da inflamação das articulações dos joelhos - a osteoartrite. Ataca-se a incontinência urinária, uma vez que é trabalhada inevitavelmente a musculatura do assoalho pélvico. Já as gestantes, com mais de três meses de gestação e sob orientação médica, podem fortalecer toda a musculatura, e evitar dores e cansaços com a ciência do Pilates. 
O Pilates é indicado para crianças e demais faixas etárias - até os mais idosos. Abraça também do sedentário ao atleta. Cada composição de treinamento acompanha as necessidades e objetivos das pessoais.


Luciano Melo
CREF 018904-G/SP

Pós em Bioquímica, Fisiologia, Treinamento
e Nutrição pela UNICAMP; formação em Método Pilates Avançado; faixa preta 3° Dan.

Suellen Carvalho
CREF 088160-G/SP

Pós em Exercício Físico Terapêutico pela UNIFESP, formação em Método Pilates Avançado; faixa preta 1° Dan.

 

(19) 3648.8683 | 99704.9060