logotipo

Peelings

Amarilho Soares Junior

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Uma verdadeira sensação quando se fala em manchas de pele e renovação celular

Com a chegada do inverno temos temperaturas baixíssimas, e, é neste período que a nossa preocupação com os possíveis danos causados na pele ressurgem. A maioria são frutos dos abusos cometidos com o sol, durante o verão. No atarefado cotidiano os pacientes acabam por esquecer o uso de fotoprotetores – o que deveria ser diário. Temos que uma das consequências mais queixadas e temidas no consultório são as manchas, que são verdadeiras inimigas daqueles que buscam a boa aparência. Elas são difíceis de serem disfarçadas, mesmo com o uso de maquiagem, uma vez que apresentam uma coloração acastanhada a enegrecida, o que dificulta a cobertura. E elas são conquistadas com certa facilidade, em um curto espaço de tempo. Já sua remoção demanda um tempo maior e depende de vários cuidados, como o uso de protetores solares diariamente e por mais de uma vez ao dia. 

Dentre as opções disponíveis para remoção, as mais procuradas são os peelings - já consagrados como os queridinhos das famosas, há muitos anos. São capazes de promover uma renovação celular intensa, de acelerar a formação de novas camadas da pele, que passa a apresentar manchas em menor grau, até a completa eliminação. São responsáveis ainda por trazerem de volta a hidratação natural e o estímulo a formação de colágeno, perdidas ao longo dos anos.

Como médico, pós-graduado em dermatologia, entendo que de acordo com a finalidade desejada, podemos utilizar os peelings físicos e químicos, e mesclá-los se necessário.

Os peelings físicos são os que fazem uso de meios mecânicos no processo. O mais conhecido, o peeling de cristal, que faz uso do óxido de zinco, uma esfoliação profunda que remove as impurezas, estimula a remodelação e o aumento da circulação sanguínea na pele.

Já os peelings químicos são os que fazem uso dos famosos ácidos. Nas manchas ou para o rejuvenescimento, as insuperáveis mesclas com ácido retinóico. Agem profundamente, promovem a descamação das camadas superficiais da pele, aceleram sua replicação, agem removendo os pigmentos escurecidos, estimulam a formação de colágeno, agindo a nível celular. Pele mais macia, com vivo e brilho, cada vez menos manchada.

Ao mesclar os peelings físicos e químicos, técnica duo, é protocolo sempre começar com a fase física e finalizar com a fase química - a aplicação do ácido. Estes são reservados para alguns casos específicos, nos quais  a necessidade de remoção de uma ca-mada mais generosa da pele.


 

Dr. Amarilho Soares Junior CRM 157417
Médico pós-graduado em Dermatologia