logotipo

O inverno está chegando. O momento pode ser agora.

Isabella Piovezan

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

O inverno é a estação do ano mais indicada para tratamentos estéticos.

A baixa incidência de raios solares viabiliza procedimentos, cujos resultados são potencializados por se evitar banhos de sol.

Além do mais, algumas aplicações deixam a pele vermelha e dolorida. Os tratamentos estéticos que mais dão resultado no inverno são os que combatem as rugas, manchas no rosto, gordura localizada e a flacidez.

Temos o peeling químico, que consiste na aplicação de um ou mais agentes esfoliantes na pele, resultando na destruição de partes da epiderme e ou derme, seguida da regeneração destes tecidos. Este procedimento resulta no rejuvenescimento da pele com redução ou desaparecimento das ceratoses e das alterações actínicas, discromias pigmentares, rugas e algumas cicatrizes superficiais.

Já a Luz Intensa Pulsada (LIP) é usada para tratar o fotoenvelhecimento, acne, manchas na face e dorso das mãos, tratamento de lesões vasculares, como rosácea e poiquilodermia de Civatte - e também é utilizada para fotoepilação.

O laser de CO2 é o laser mais potente e versátil disponível para o tratamento de lesões cutâneas. Neste procedimento, ocorre dano térmico nas diversas estruturas da pele, levando a um turnover epidérmico com indução de colágeno. O laser de CO2 é um importante aliado no tratamento do rejuvenescimento cutâneo, na diminuição de rugas e estrias, diminuição do tamanho dos poros e melhora da flacidez da pele.

A toxina botulínica, por sua vez, pode ser utilizada em qualquer época do ano. É uma neurotoxina que promove o bloqueio muscular e provoca a redução da contração muscular, tratando as rugas. Classicamente usa-se o produto para tratamento de rugas dinâmicas, sendo indicado também para tratar sorriso gengival, assimetrias faciais, hiper-hidrose axilar e palmo-plantar.

Época boa também para o preenchimento com ácido hialurônico. Se dá através da sua aplicação injetável para estimular a produção de colágeno, repor volume e corrigir contorno facial perdidos. Com o passar dos anos, mudanças no posicionamento da gordura facial e a reabsorção óssea do esqueleto craniofacial tendem a assinalar o processo de envelhecimento.

 

Dra. Isabella Piovezan - CRM 146.307
Médica



  Clínica Isabella Piovezan 
  Clínica Isabella Piovezan