logotipo

VESTIBULAR, E AGORA?

EMANUELLE MENDES

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

O que fazer nesse momento tão desejado e conflituoso da adolescência

A adolescência é uma das fases de maior conflito emocional, pois é nesse momento da vida que muitas escolhas são feitas, algumas por conta própria e outras por influência e ou pressão da sociedade, da mídia, dos familiares, dos amigos, dos próprios pais e professores.

Uma fase onde todos não vêem a hora de crescer, mas já no ensino médio sentem o peso da responsabilidade por ter que decidir o que vão fazer da sua vida, e agora sim, se deparam com a tão sonhada questão – o que vou ser quando crescer?
Sabemos que todas as escolhas desencadeiam consequências, e decidir o que ser é uma implicação muita séria, afinal, para muitos, em tese, será o papel que ele irá desenvolver durante toda a vida.
No 9º ano, os adolescentes já começam a se sentir angustiados e pressionados a tomar essa decisão. E o que muitos dos adultos não sabem é que essa pressão pode gerar grande angústia, muito medo, ansiedade, desespero e preocupações. No colegial só se ouve falar de vestibular, das melhores faculdades e das profissões que têm o melhor retorno financeiro. Mas e o retorno emocional, onde fica?
Poucos se preocupam em auxiliar esses jovens emocionalmente, e esse é um fator essencial, pois se não tiverem um apoio emocional, e eles não se sentirem preparados, pode ocorrer sérios danos, tais como decisões erradas, crises de ansiedade - desencadear transtorno ou fobia - crise de identidade, baixa autoestima - levar a depressão - dentre tantos outros.
Nesse conflito nos deparamos com dois pontos importantes: a escolha da faculdade e do curso, e, a pressão para passar no vestibular.
Podemos ajudar nossos jovens sendo mais compreensivos, escutando sobre seus conflitos, e, se houver a necessidade, orientá-los da melhor maneira possível.
Os pais podem colaborar compartilhando suas experiências, mas nunca depositar no jovem suas expectativas pessoais, aceitando a individualidade e a personalidade que cada um possui.
O processo de orientação vocacional e ou profissional pode ajudar o jovem nessa tomada de decisão, não apenas na escolha, mas sim nos conflitos que esse carrega nessa fase. O processo é feito em oito sessões e auxilia o jovem com testes e pesquisas, com o intuito da escolha fazer sentido, com técnicas para que saiba lidar com as emoções, com o tão temido vestibular.
Vamos ajudar nossos jovens a passar por esse momento tão estressante, de uma forma mais leve, menos impositiva. Uma escolha bem feita certamente proporcionará uma vida profissional realizada e mais feliz. Trabalhar com o que se ama é sempre um prazer e nunca uma obrigação.



emanuellemendes bio
 

EMANUELE MENDES - CRP 06/109101
Terapia Cognitivo Comportamental
Crianças | Adolescentes | Adultos
Pós-graduada e Especialista em Orientação Profissional; Testes em Orientração Profissional; Especialista em Terapia Infantil; Aplicação de testes WISC e WAIS; Auriculoterapia Francesa


emanuele logo

(19) 3043.5646 | 99128.8837
Rua Fortunato Basseto, 345 - Vila Medon | Americana