logotipo

O VESTIBULAR ACABOU, VOCÊ NÃO PASSOU, E MUITA INDECISÃO!

EMANUELE MENDES

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

O processo de orientação vocacional e/ou profissional sempre pode te ajudar

Ano novo... vida nova? Só que não. Os conflitos continuam e consequentemente as incertezas também.

Muitos adolescentes se depararam com o frustrante fato de não passarem no vestibular, e se não bastasse, muitos jovens ainda não sabem exatamente qual profissão querem exercer. Com isso a desmotivação, a ponto de desencadear transtornos ansiosos, alguns casos de fobias específicas ao estudo, chegando até a desenvolver a depressão.
Sei que muitos ao lerem esta matéria irão pensar, “depressão ou crises de ansiedade só porque não passou no vestibular? Que frescura!”. Para algumas pessoas realmente pode parecer, mas, na verdade não existe frescura alguma. É do ser humano ter esperança, e consequentemente criar expectativas. Quando as coisas não saem da forma que sonhamos, que acreditamos, ficamos decepcionados, tristes e desmotivados. Era muito esperado, muito desejado o objetivo. Outro ponto importante é o fato de que não estamos preparados para lidar com as frustrações. Muitas pessoas não sabem lidar com a rejeição e muito menos ouvir um não. Esse é um dos pontos mais trabalhados na psicoterapia.
Assim, muitos adolescentes sentem-se desorientados, culpados e não sabem como lidar com tal frustração. É nesse momento que o Processo de Orientação Vocacional e/ou Profissional pode ajudar esse aluno, porque um dos focos é avaliar o estado emocional desse adolescente, com o intuito de trabalhar a estabilidade de suas emoções, de forma que o adolescente estará mais preparado para conseguir lidar com as inconstâncias num próximo evento desafiador.
Durante o processo são expostas algumas técnicas com o intuito de trabalhar o manejo de situações ansiogênicas. Elas têm o papel de auxiliar os jovens em momentos extremos de tensão, de nervosismo e estresse.
Não podemos fazer “vista grossa” para a pressão que nossos jovens sentem durante um momento de escolha. Não se importar é o mesmo que ignorar, e, só quem já passou por essa situação sabe mencionar o valor de uma ajuda, de uma compreensão, do apoio.


emanuele bio


EMANUELE MENDES
CRP 06/109101
Terapia Cognitivo Comportamental
Crianças | Adolescentes | Adultos
Pós-graduada e Especialista em Orientação Profissional; Testes em Orientração Profissional; Especialista em Terapia Infantil; Aplicação de testes WISC e WAIS; Auriculoterapia Francesa


emanuele logo


(19) 3043.5646 | 99128.8837

Rua Fortunato Basseto, 345 - Vila Medon | Americana