logotipo

Hérnias e o tratamento não cirúrgico

Bruno Mantovani de Barros

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Cerca de 90% das hérnias podem ser tratadas por meio de tratamento não cirúrgico

A lombalgia – dor nas costas – está presente em 80% da população mundial adulta, sendo que de 30 a 40% dentre estas pessoas apresentam de forma assintomática hérnia de disco lombar, e, de 2 a 3% já estão acometidas pelo sintoma desta patologia. O problema é a consequência do desgaste de uma estrutura presente entre as vértebras que, na prática, funciona como “amortecedor” natural do impacto entre essas vertebras. Essa estrutura se desloca e comprime os nervos da região. 
A média de idade para o aparecimento da primeira crise de dor é aproximadamente aos 37 anos. Por causa da correria do dia a dia, má postura e sedentarismo, muitos brasileiros não se preocupam em fazer atividades físicas além de não cuidar da postura. Quando a crise aparece, muitos só enxergam a cirurgia como opção. No entanto, muitas pesquisas têm apontado que o tratamento não cirúrgico e exercícios físicos são solução para aproximadamente 90% dos casos.

A Quiropraxia (do grego: quiro/mãos e práxis/praticar - praticar com as mãos), é técnica de tratamento amplamente utilizada e consagrada nos Estados Unidos e Europa. É capaz de diagnosticar, prevenir e tratar estes desalinhamentos, corrigindo as consequentes disfunções do sistema nervoso e seus reflexos dolorosos.

A Quiropraxia é mais saúde e mais qualidade de vida

O objetivo desse tratamento quiropráxico é a redução da pressão das vértebras sobre os discos. É ajudar a restabelecer o movimento normal e equilibrado assim como o devido posicionamento dessas vértebras, diminuindo-se consideravelmente o processo inflamatório local. A grande maioria dos pacientes tem evitado cirurgias ou a dependência de analgésicos simplesmente optando pelo tratamento quiropráxico – seguro, prático e conservador.
Estatisticamente, a Quiropraxia é capaz de resolver 70% dos casos de hérnia. Entretanto, com a utilização do recurso quiropráxico moderno, como a maca de Flexão-Distração, esse número pode alcançar mais de 90% de resolutividade.

Mesa de Flexão-Distração

A Mesa de Flexão-Distração possui alta tecnologia e propicia um alongamento (descompressão) dos discos e estruturas moles da coluna (ligamentos e músculos), reduzindo a pressão intradiscal. Facilita-se muito o fluxo de fluidos e nutrientes para o disco, reativando o metabolismo, a irrigação e a desinflamação.

O aumento do espaço intervertebral, com diminuição da pressão exercida no disco e, consequente liberação do nervo pinçado, resulta nessa melhora satisfatória no quadro de dor.
O paciente permanece deitado durante o tratamento e a Mesa de Flexão-Distração é ajustada de forma a proporcionar conforto e um tratamento completamente indolor. 
Hoje a Quiropraxia, juntamente com a Mesa de Flexão-Distração, são sem sombras de dúvidas um dos mais eficientes sistemas técnicos para o tratamento conservador da coluna vertebral.

Dr. Bruno Mantovani de Barros 
Fisioterapeuta - Crefito3: 119071F
Terapeuta Manual Internacional de Mulligan
RPG - Quiropraxia