logotipo

INTELIGÊNCIA EMOCIONAL INFANTIL. IMPORTANTÍSSIMO.

EMANUELE MENDES

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Seu filho tem condições de lidar com os próprios sentimentos?

Nossas crianças possuem dificuldades em expressar os seus sentimentos, e, o não reconhecimento das suas emoções pode gerar grande conflito, pode desencadear comportamentos do tipo birra, gritos, choro intenso, agressividade, compulsão, falta de atenção, um Transtorno de Ansiedade de Separação/TAS, que é medo intenso de perder ou ficar longe da figura fraterna, dentre outros.

A inteligência emocional é essencial para o bem-estar pessoal, social, na aprendizagem e em resolução de problemas. É através de um conjunto de competências, como atitudes, conhecimentos e capacidades que a inteligência emocional é bem direcionada para o desenvolvimento da criança, que passará a ter maneiras de lidar com as próprias emoções.
O conhecimento ensina nossos pequenos a lidarem com seus conflitos emocionais, a compreender o que está acontecendo ao seu redor e a viver de uma maneira expressiva, leve e saudável.
Cabe a nós, adultos, reconhecer a escassez de orientação e perceber as dificuldades nos vários contextos da vida da criança, como já foi mencionado.
O trabalho dentro da psicoterapia infantil envolve todo esse contexto emocional. A criança aprende de uma forma lúdica e prática a conhecer as próprias emoções, conhecer as emoções alheias, a lidar com eventos e situações desagradáveis.
A orientação aos pais faz parte desse processo, afinal, somos espelho e referência para nossos filhos, nosso comportamento é absorvido pelos nossos pequenos.

Como ajudar nossas crianças a obterem uma inteligência emocional?
Converse com seu filho. Pergunte ao pequeno o que está acontecendo ou se ele quer conversar sobre o seu dia a dia. DICA IMPORTANTE: Deixe a criança falar! Nunca interrompa a fala de uma criança. Precisamos saber ouvir e conversar.
Quando a criança estiver com raiva, ajude ela a direcionar sua atenção para outra atividade, para uma brincadeira, um desenho animado, e se for mais velha, podemos pedir para desenhar ou escrever o que está sentindo.
Faça elogios todas as vezes que a criança tiver um bom comportamento, reforce com um abraço, carinho e palavras de motivação. Evite recompensas materiais e aprenda a dar sua presença, com brincadeiras e conversas. Com certeza esse será o maior presente!
Frente a um momento de medo e/ou pânico um abraço é sempre a melhor opção.

Segurança emocional é o segredo de uma vida psicologicamente saudável. Invista na inteligência emocional das crianças.

 

 

emanuellemendes bio


EMANUELE MENDES
 CRP 06/109101
Terapia Cognitivo Comportamental
Crianças | Adolescentes | Adultos
Pós-graduada e Especialista em Orientação Profissional; Testes em Orientração Profissional; Especialista em Terapia Infantil; Aplicação de testes WISC e WAIS; Auriculoterapia Francesa

emanuele logo


  (19) 99128.8837

Rua Fortunato Basseto, 345 - Vila Medon | Americana