logotipo

Se preparando para a maternidade e... paternidade

Danielle Emboaba

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Ter um filho não envolve apenas uma decisão de momento. É compromisso para o resto da vida. E é por este e outros motivos que a balança do querer e do não querer estará sempre oscilando.

As dúvidas e os temores que suscitam nesse período são muito naturais e esperadas, pois toda mudança envolve perdas e ganhos. O que renunciar e o quê poderá ser preservado?
Os pais se percebem mais vulneráveis emocionalmente e não encontram significado para suas questões mais profundas e remotas. Já na gravidez, ocorre a hipersonia, o aumento da necessidade de dormir - como se o corpo precisasse de mais repouso e menos estímulos para poder se preparar para todas as mudanças físicas e psíquicas que se iniciam.
As instabilidades emocionais mais presentes, num momento em que se está mais sensível, fazem com que muitas vezes ela se sinta incompreendida.
Náuseas e vômitos, desejos e aversões, constipação e diarréia também são sintomas comuns na gravidez, que trazem consigo significados psicológicos a serem desvendados.
E tem o marido, que percebe todas estas manifestações e o significado para ele, uma vez que também está se preparando para a paternidade. Ele se encontra vulnerável e à mercê de suas próprias angústias e questionamentos.
Tanto quanto um físico feminino maduro para abrigar o óvulo fecundado, é imprescindível que haja uma preparação emocional, de ambos, para acolher este novo ser.
Muitas vezes a terapia e o acompanhamento psicológico podem ajudar o casal nessa fase de dúvidas - e de felicidades.


Danielle Emboaba
CRP 06/111898
Psicóloga clínica
Descontos especiais para convênios: Irmam, São Lucas, Unimed e Funerárias.

(19) 3461.8177 | 99334.1670
Rua Niels Nielsen, 140
Vila Medon - Americana