logotipo

O conflito da escolha profissional

Emanuelle Mendes

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

E, o importante papel da orientação profissional

Quem nunca pensou no que queria ser quando crescer? Este é um fato e um conflito pelo qual todos nós passamos em um momento ou outro da nossa vida. A escolha profissional é bem mais do que ter uma profissão, envolve a finalidade e a identificação com ela. E para isso, o atributo do autoconhecimento é fundamentalmente necessário no sucesso deste processo de escolha.
Sem o autoconhecimento o jovem torna-se vulnerável frente as suas múltiplas possibilidades. E no caso da profissão isto é muito preocupante. Se não houver a identificação com a escolha, no futuro a frustração irá acontecer. Estamos nos deparando cada vez mais com um mercado de trabalho doente, composto por profissionais altamente frustrados com suas atividades.
Muitas destas pessoas foram influenciadas pelos pais, familiares ou amigos – até pode dar certo, mas o risco é grande. A profissão que escolhemos irá nos acompanhar para o resto de nossas vidas e iremos passar a maior parte do nosso tempo vivendo e trabalhando nela.
Até quanto adianta trabalhar sem ter prazer e amor no que se faz?
A fim de auxiliar neste processo, a Orientação Profissional – OP, tem o papel e o poder de facilitar o momento da escolha para o jovem, de uma forma que proporcionamos uma maior e melhor compreensão dos aspectos sociais no qual estamos inseridos, o meio em que vivemos e uma percepção do autoconhecimento, sempre com a finalidade de que o adolescente realize uma escolha profissional através de seus valores e aspectos morais.
A adolescência é uma fase do ciclo da vida em que a pessoa passa por grandes transições e com a ajuda técnica do processo de OP esse jovem terá mais tranqüilidade para se conhecer e poder explorar seus mais diversos interesses profissionais. O uso de testes e acompanhamento psicológico no processo pode proporcionar segurança na escolha, além da possibilidade se trabalhar os conflitos internos e a ansiedade frente a sua futura profissão.
A identificação profissional, a partir daí, será realmente composta do tipo de relações interpessoais, dos valores, dos princípios e atitudes do jovem. A identificação das atividades profissionais mais adequadas será emitida de acordo com o mais íntimo ideal do jovem, com a finalidade de se poder oportunizar e formar um grande projeto de vida, com suficientes certezas nas escolhas. 


Emanuele Mendes CRP 06/109101
Terapia Cognitivo-Comportamental - Crianças/Adolescentes/Adultos
Pós-graduada e Especialista em Orientação Profissional
Testes em Orientação Profissional
Especialista em Terapia Infantil
Aplicação de testes WISC e WAIS
Auriculoterapia Francesa



(19) 3043.5646 | 99128.8837
Rua Fortunato Basseto, 345 - Vila Medon – Americana