logotipo

Este ano eu vou...

ALESSANDRA BUZZO

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

A definição detalhada das metas para o próximo ano é o melhor primeiro passo

Todo início de ano fazemos uma lista de metas a serem buscadas, e, prometemos conscientes... “Dessa vez eu vou emagrecer, iniciar a faculdade, buscar um novo trabalho, cuidar da saúde, viajar mais...”. E quando novamente o ano termina, as metas não saíram do papel - e as “justificativas” são muitas. Mas, pergunte-se, com sinceridade, o quanto você se empenhou para que elas se tornassem realidade? Verdadeiramente eram metas? Ou apenas sonhos? Os sonhos são importantes para criarmos uma visão de futuro, mas por si só não nos levam a lugar algum, eles não têm a obrigação de se auto-realizarem. Para que seu sonho saia do plano da imaginação e passe para a realidade ele precisa tornar-se uma meta de fato. E como estabelecer metas e objetivos de maneira clara e correta? No Coaching Integral Sistêmico trabalhamos as metas de maneira a equilibrar todos os pilares da vida das pessoas, integrando razão e emoção, minimizando os pontos fracos e potencializando os pontos fortes. Como demonstração, para que você comece a trabalhar melhor suas metas de ano novo, seguem algumas dicas. Faça uma lista dos seus sonhos e em seguida transforme-os em metas, observando os pontos abaixo para cada uma delas. 1. Esta meta é positiva? Defina o que quer e não o que não quer (de forma positiva). Por exemplo, nunca diga “Quero perder 5 kg”, e sim, “Quero pesar x kg”; 2. É desafiadora e realista? Se a meta não for desafiadora você dificilmente se esforçará para alcançá-la, e se também não for realista, você desanimará antes mesmo de tentar; 3. A meta está sob o seu controle? A meta deve depender de você iniciá-la e buscar por ela; 4. Tem data para ser realizada? Toda meta deve ter uma data para ser alcançada. Meta sem data é apenas um sonho. A data deve ser expressa em dia/mês/ano e não apenas “daqui a seis meses”; 5. É específica? A meta deve ser clara e específica. Se você apenas disser “Quero ter uma carreira de sucesso” não fica claro o que você quer. Defina exatamente o que você busca: “Quero ter o cargo x com salário y na data tal” - o mais completo e específico possível; 6. É boa para você e para os seus? O atingimento da meta deve estar em equilíbrio com sua vida, com sua família. Se ela for sacrificar algum valor importante para você, se estiver incongruente, você se auto-sabotará para não atingi-la, mesmo sem perceber. Quando as metas estão alinhadas com seus valores pessoais, a jornada é tão prazerosa quanto a chegada. Nenhum sacrifício será tão doído, nenhuma perda será paralisante e no final terá valido a pena. Tudo pronto? Então é hora de tirá-las do papel! Dê o primeiro passo, saia da sua zona de conforto, aja agora.


 

Alessandra Buzzo
Coach de Carreira e Vida
Formada pela FEBRACIS - Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico. MBA em Gestão Empresarial pela FIA/USP. Pós-Graduação em Marketing pela ESPM. Bacharel de Publicidade e Propaganda pela PUCCAMP.




(19) 99653.6673
 Rua das Acácias, 131 - Jd. São Paulo - Americana
 Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
 www.alessandrabuzzo.com.br

Coach Alessandra Buzzo