logotipo

Quais as influências da tecnologia no desenvolvimento das crianças e adolescentes?

EMANUELE MENDES

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Benéficas nem tanto, estão aí para o nosso convívio e conflito social

Este é um tema que vem borbulhando na cabeça de muitos pais, educadores e profissionais ligados a educação infantil e adolescente. Até que ponto a tecnologia influencia positivamente ou negativamente na vida de nossos futuros adultos? Será que pode haver alguma interferência na educação e desenvolvimento? E por esta linha serão centenas de perguntas com variadas respostas e interpretações, mas, o que realmente acontece nos dias de hoje?

Bom, não podemos negar que a tecnologia está bem avançada, celulares variados, conteúdos interativos, jogos e bate papo a todo instante, vídeos educativos ou não, com muita interação, que distraem qualquer criança.

No entanto, o que muitas vezes parece ser um meio de distração e um tempo de folga para os pais, pode ser uma armadilha nas mãos de adolescentes e crianças, pois nem sempre os pais estão presentes vendo à que os filhos têm acesso e nem todos têm noção do tempo limite que uma criança pode ter de estímulos visuais em um dia.

Um dos fatores, o mais assustador, é a mecanização e a falta de comunicação e de expressão que estes futuros adultos vêm apresentando. Não se tem mais diálogo, não está fácil manter a comunicação com os amigos, uma interação social, ademais uma extrema dificuldade de expressar sentimentos. É uma era tecnológica que oferece a doce ilusão de que tudo se resolve a um clique. Essa geração já está com dificuldades agora, e serão inevitáveis as catástrofes sociais, emocionais e fisiológicas demonstradas num futuro próximo. Mal saem de casa para interagir, e saem com um eletrônico, ficam horas vidrados em alguma tela tecnológica. Fica difícil querer que eles expressem o que sentem, estando um tanto robotizados.

É essencial aos pais um aconselha-mento, uma ajuda para lidar com esse processo, para saber impor limites que muitos não sabem mais como. Ou abrimos nossos olhos e voltamos um pouco para a nossa criação cheia de horários, regras, valores e de brincadeiras interativas com pessoas, do tipo pega-pega, esconde-esconde, jogos de tabuleiro, que nos faziam pensar, voltando a trabalhar regras que hoje já não se aplicam mais, ou o que queremos? Crianças saudáveis e desenvolvidas ou desenvolvidas e doentes emocional-mente e fisicamente? Espera-se que os pais sejam a autoridade da casa, caso não seja assim, ficara difícil ajudar. Estamos passando valores errôneos para nossos filhos colocando o mais importante no presente material e nas disputas e ganhos, e não na presença de fato e nas conquistas por méritos. Sejamos presentes ao invés de apenas dar uns presentes.

emanuele bio

Emanuele Mendes
CRP 06/109101
Terapia Cognitivo-Comportamental - Crianças | Adolescentes | Adultos
Pós-graduada e Especialista em Orientação Profissional
Testes em Orientração Profissional 
Especialista em Terapia Infantil
Aplicação de testes WISC e WAIS
Auriculoterapia Francesa


emanuele logo


(19) 3043.5646
99128.8837

Rua Fortunatro Basseto, 345 - Vila Medon - Americana