logotipo

A depressão na adolescência

DANIELLE EMBOABA

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Num primeiro momento, é bastante importante entender, e diferenciar, o que é adolescência e o que é puberdade - são duas fases diferentes, de percepções diferentes.

Soma-se ainda a mudança nos hormônios, a maturidade e a descoberta de um “eu” por onde o jovem pretende ser visto e reconhecido.
Então, as fases desse momento jovem, são a fase da puberdade e a da adolescência – uma transição sem limites visíveis exatos, que depois, acabam por levar a fase adulta.
Hoje em dia, falar em depressão não é mais um tabu, porém muitas coisas devem ser desmistificadas, como por exemplo, dizer que a depressão é frescura, que é coisa de quem não tem o que fazer, e assim por diante. E estas críticas atingem em cheio os mais jovens.
Depressão é coisa séria, coisa tanto de gente grande quanto de criança e ou adolescente.
Além de a adolescência ser uma das fases mais difíceis da vida, pelas dúvidas profissionais, românticas e familiares que ai aparece, vem agravar o quadro o fato de hoje em dia vivermos um momento onde tudo exige um senso de urgência, onde tudo deve ser na hora, onde as relações passaram a ser vividas em muito no mundo virtual, onde as cobranças e todas as evidências são colocadas de outra maneira.
E nessa velocidade, muitos pais, cuidadores, familiares no geral, não dão o devido valor ao comportamento dos adolescentes, estes adultos também estão ocupados e correndo para dar ao filho o melhor. O grande porém é que o “melhor” não significa dar de tudo. As coisas materiais também são importantes, podem muitas vezes estimular o jovem, mas, uma das queixas frequentes dos adolescentes é justamente essa, “...meus pais me dão de tudo, não me falta nada, mas eu não os vejo, ou eles estão sempre cansados ou ocupados...”.
É importante se atentar para o estilo da pessoa jovem. Estar em silêncio não significa que este adolescente esteja bem. Muitos deles se afogam nas redes sociais, nas amizades virtuais, passam horas ali, perdem a noção do tempo em jogos, se isolam, não querem ir a lugar algum - há problemas por ai.
A depressão pode ser desencadeada por enúmeras questões e situações. É importante se atentar aos sintomas, principalmente isolamento, mudança de humor, o deixar de fazer coisas que antes se gostava, falta de desejos e acentuada desmotivação, tristeza, mudança no sono e na alimentação - assim por diante. No caso, o tratamento é necessário e deve sempre ser acompanhado por profissionais da área – os psicólogos e ou psiquiatras.

 

danielleemboaba bio

Danielle A. Emboaba 
CRP 06/111898 - Psicóloga Clínica
Adultos, idosos, adolescentes e casais.
Atendimento particular e convênios Samaritano e Coopus.
 
(19) 3461.8177
(19)  99334.1670

Rua Niels Nielsen, 140 , Vila Medon | Americana