logotipo

Dá pra ser positivo o tempo todo?

ALESSANDRA BUZZO

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Você conhece alguém que quer ser positivo o tempo todo, e, se torna até chato, porque para tudo o que acontece ele manda um: “Ah, não posso ficar bravo, tenho que ser positivo! Não posso ficar com raiva, tenho que ser positivo”? Você conhece?

Mas será que isso é eficaz?
Vez ou outra nós também queremos ser super positivos, ser super tranquilos e dizer que nada jamais vai nos afetar. E assim reprimimos tudo o que julgamos não ser positivo, ou tranquilo, e excluímos da nossa vida toda a agressividade e impaciência.
O problema é que não é porque nós não aceitamos uma emoção e a reprimimos que ela deixará de existir. Ela só foi trancada dentro de uma jaula e adivinha o que vai acontecer com ela? Vai se juntar com várias outras emoções trancadas e uma hora elas virão à tona, só que muito provavelmente isso vai acontecer no momento mais inoportuno possível e com uma pessoa que não tem nada a ver com a origem dessas emoções. Sabe a gotinha d’água que faltava?
É necessário aceitar e acolher as emoções, mas com cuidado. Não precisa criar identidade com ela. Por exemplo, se você está sentindo raiva, você pode observar essa raiva, aceitar o que está sentindo e até mesmo colocar pra fora de alguma maneira - encontrar uma válvula de escape - mas não precisa se tornar uma pessoa raivosa ou agressiva.
Aceitar a emoção, entrar em contato com ela, entender o porquê está sentindo isso e depois, deixá-la ir.
E por que é importante se permitir sentir todas as suas emoções? Porque toda vez que você rejeita e reprime uma emoção, começa a projetar essa mesma emoção em outras pessoas, situações e circunstâncias. E depois você se pergunta por que só atrai pessoas negativas, pessoas raivosas, situações problemáticas...
Então, a partir de hoje, te convidamos a não negar mais seus sentimentos, não jogar a sujeira pra debaixo do tapete, e sim, lidar com ela, admitir seus sentimentos - mesmo os mais assustadores - tendo sempre um olhar de amor por você e pelo outro, entender que o outro te deu o que ele tinha e se você se frustrou foi porque, de alguma maneira, houve expectativas que ele não podia atender.
Encare suas frustrações, mágoas, culpas e medos e depois se livre de tudo isso, deixe-os ir embora. Tire apenas o aprendizado de cada situação e siga em frente, e agora sim de maneira positiva.

 

alessandrabuzzo bio

Alessandra Buzzo
Coach de Carreira e Vida
Formada pela FEBRACIS - Federação Brasileira de Coaching Integral Sistêmico. MBA em Gestão Empresarial pela FIA/USP. Pós-Graduação em Marketing pela ESPM. Bacharel de Publicidade e Propaganda pela PUCCAMP.
 
 
alessandrabuzzo logo 

(19) 99653.6673
Rua das Acácias, 131, Jd. São Paulo | Americana
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
www.alessandrabuzzo.com.br
Coach Alessandra Buzzo