logotipo

Colonoscopia - a importância e o quando fazer

EDUARDO HENRIQUE BUSCHINELLI WIEZEL

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Tendo como um dos objetivos a prevenção no câncer de intestino, a colonoscopia não apresenta desconforto para o paciente

colonoscopia é um exame através do qual o revestimento interno do intestino grosso é visualizado diretamente e em tempo real. Este procedimento permite o exame, a coleta de material para estudo histológico, bem como a remoção de lesões pré-malignas sem a necessidade de intervenção cirúrgica. É um exame indicado na prevenção do câncer do intestino grosso – colorretal - cuja incidência é crescente em ambos os sexos, estatisticamente a partir dos cinqüenta anos de idade. Também é adequado para a investigação de sinais e sintomas que podem sugerir outras doenças neste órgão. 

A eficiência da colonoscopia na prevenção do câncer pode ser bem compreendida porque os tumores malignos do intestino grosso são causados, em sua grande maioria, pela progressão de lesões benignas e diminutas (os Pólipos) que ao longo de cinco a sete anos sofrem modificações que resultam em crescimento e transformação maligna. Se a remoção destes pólipos (polipectomia) for realizada antes que ocorram estas modificações, então o procedimento é capaz de prevenir a ocorrência do câncer do intestino grosso. Daí, um exame com eficácia contra o câncer. 

Uma colonoscopia normal, realizada em condições técnicas adequadas - bom preparo intestinal, exame completo, etc. - em um paciente de baixo risco, poderá ser repetido em cinco anos, com segurança, no que chamamos de programa para prevenção de câncer. A periodicidade com que a colonoscopia deve ser realizada é individualizada e depende do resultado de exame prévio, e, do risco de cada paciente. 

São considerados pacientes de risco, para o desenvolvimento do câncer colorretal, todos àqueles que possuem histórico de câncer de intestino em familiares, e, aqueles que possuem doenças que os predispõem ao câncer de intestino – uma diversidade. 

Antes de submeter-se a uma colonoscopia é imperativo consultar-se com o coloproctologista, que executará procedimentos, a fim de obter todos os esclarecimentos sobre a saúde do paciente. Esse contato prévio aumenta em muito a segurança da intervenção, permitindo ao médico especialista conhecer em detalhe as condições clínicas e estimar adequadamente os riscos. Não haverá desconforto. Dessa forma é possível individualizar todas as etapas protocolares do exame - limpeza do intestino, tipo de sedação, etc. – de acordo com as condições particulares de cada caso.

 

 

Dr. Eduardo Henrique Buschinelli Wiezel CRM 129683
Clínica e Cirurgia do Aparelho Digestivo, Coloproctologia,
Colonoscopia e Cirurgia Videolaparoscópica 

(19)3629.0743 | 3629.0773
Pró Saúde Santa Bárbara
Rua José De Alencar, 294 - Vila Maria - Santa Bárbara d’Oeste