logotipo

Dermatoscopia e mapeamento digital corporal

DANIELA FERRO FARIAS

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

O desenvolvimento tecnológico pode proporcionar muita precisão em avaliações seriadas e comparativas realizadas pelo médico especialista

A dermatoscopia, também chamada de microscopia de superfície, é um método auxiliar no diagnóstico das lesões pigmentadas da pele, muito útil para aprimorar a avaliação pré-operatória de lesões suspeitas de malignidade. Ela aumenta substancialmente a acurácia diagnóstica se comparada com o exame habitual sem auxílio deste instrumento. 


Utiliza-se um pequeno aparelho portátil chamado dermatoscópio, que fornece imagens diante da iluminação específica, epidérmica, sendo o resultado interpretado de acordo com os critérios e sinais dermatoscópicos, os quais necessitam ser reconhecidos e compreendidos pelo médico examinador especializado. Esta técnica não substitui o exame anatomopatológico, porém guia o examinador entre lesões benignas e as suspeitas de malignidade. Além disso, ajuda no diagnóstico de lesões angiomatosas - derivadas de vasos da pele - que podem simular muito bem lesões melanocíticas benignas - as “pintas” acastanhadas - e malignas, o melanoma. 


Recorrer à retirada cirúrgica sempre que se depara com lesão melanocítica, do ponto de vista clínico, é praticar o ato cirúrgico pura e simplesmente, não poupando o paciente de cicatrizes cirúrgicas indesejáveis e, por vezes, desnecessárias. Pode-se dizer que o uso da dermatoscopia tanto tem o objetivo de diagnosticar precocemente lesões suspeitas de malignidade, como também de poder diminuir acentuadamente o número de cirurgias excisionais precoces, melhorando a avaliação clínica e tratamento da lesão.
Na atualidade, o uso do dermatoscópio no exame físico dermatológico é essencial. Com o uso desta lente própria diante da luz polarizada, pode-se tornar mais preciso o diagnóstico clínico da lesão avaliada, confirmando-o prontamente, ou surpreendendo o examinador, mostrando um aspecto da lesão ainda não imaginado no caso.


Diagnóstico precoce de melanoma cutâneo e a dermatoscopia digital de corpo total


Este tipo de mapeamento corporal consiste em obter fotografias digitais, com alta resolução, de todas as áreas do corpo, com enquadramentos fotográficos padronizados, que serão associados à dermatoscopia digital das lesões pigmentadas, que chamam a atenção, marcadas pelo médico examinador - fotografadas e armazenadas para comparação futura. Todas as lesões são minuciosamente avaliadas, sendo possível identificar lesões suspeitas, que devam ser retiradas ou acompanhadas clinicamente.

O dermatoscópio ilumina a pele de modo especial na sua profundidade e aumenta de vinte a setenta vezes o tamanho real da imagem da lesão, que então é analisada pelo médico examinador e fotografada. Um software permite o processamento digital das imagens captadas e num exame posterior são colocadas lado a lado, o que permite a comparação com dermatoscopias prévias, detectando  mudanças nas lesões pré-existentes e o surgimento de novas lesões.

A avaliação dermatoscópica, seriada e comparativa, das lesões pigmentadas pelo mapeamento corporal permite realizar diagnósticos muito precoces de nevos melanocíticos atípicos e do melanoma, mesmo quando a lesão ainda não preenche critérios clínicos para o diagnóstico. Isso ocorre porque os melanomas tendem a apresentar mudanças nas suas características morfológicas dentro de um curto intervalo de tempo, diferentemente das lesões benignas.

O exame é indicado para pacientes com múltiplas pintas, ou seja, múltiplos nevos melanocíticos, cujo aspecto apresenta dúvidas no seu diagnóstico de benignidade; também indicado para indivíduos que já tiveram melanoma, indivíduos com história de melanoma na família e ainda pacientes que apresentam múltiplos nevos atípicos.

 

Tratamento full face

Técnicas combinadas para realçar sua beleza.
Aparência mais jovem e saudável.

Tratamento com toxina botulínica, ácido hialurônico, skinboosters - hidratação profunda - peelings químicos e complementos individualizados.

A melhor maneira de permanecer bonita é manter a harmonia do rosto, deixar a pele mais viçosa e investir no rejuvenescimento. Os tratamentos "full face" suavizam as marcas de expressão, deixam as sobrancelhas mais delineadas, devolvem um formato mais jovem ao rosto e diminuem a flacidez que ocorre com o tempo.
Uma rotina com filtro solar adequado, cremes noturnos e diurnos além de suplementação via oral completam os tratamentos, o que garante beleza natural e aparência mais jovem.

Lasers: Tratamentos complementares que devem ser indicados caso a caso com ótimos resultados.

Microagulhamentro. Técnica que utiliza aparelho que faz pequenas e diversas perfurações na pele, com microagulhas, para induzir a formação de colágeno, o que resulta em uma pele mais firme, rejuvenescida e de aspecto saudável. Cada vez mais usado no tratamento do melasma, melhora o aspecto das manchas, potencializado com medicamentos aplicados logo após a sessão - drug delivery. É indicado ainda, no manejo das cicatrizes de acne e cicatrizes cirúrgicas, além do tratamento de estrias. Melhora a textura da pele, os poros dilatados e restaura a firmeza cutânea nos estágios iniciais do envelhecimento facial. Trata rugas finas, promove uma pele mais lisa e homogênea.



Luz Intensa Pulsada. Remove manchas solares, manchas senis, sardas e pequenos vasos dilatados na face. Trata rosácea e acne ativa, promovendo um efeito anti-inflamatório e bactericida no local. É utilizada para clarear manchas na região cervical e tratar olheiras. Melhora rugas de expressão, tonifica a textura da pele, trata o envelhecimento das mãos, do colo e pescoço, com estímulo na produção de colágeno. Melhora a flacidez e o aspecto da pele. A luz intensa pulsada pode reduzir definitivamente os pelos, age na destruição do bulbo piloso e impede o crescimento do folículo tratado.



Scuptra. Tratamento novo, que utiliza preenchimento com o ácido poli-L-lático e estimula a formação de colágeno. É inteiramente absorvido pelo organismo e bastante seguro. Não é simplesmente um preenchedor de linhas de expressão, mas um volumizador que expande os tecidos de modo tridimensional. O tratamento é surpreendente contra rugas e flacidez da pele, tanto do rosto quanto do corpo - abdômen, braços, coxas ou qualquer outra área tratada. Geralmente o tratamento é feito em três sessões, mas os primeiros resultados já podem ser vistos após 45 dias da primeira sessão.

A beleza e o bem estar fazem parte da sua autoestima. Cuide-se!

 

Dra. Daniela Ferro Farias - CRM 130814
Graduação pela PUCCAMP, Residência em Dermatologia pelo Hospital Ipiranga, São Paulo - SP, Membro
da Sociedade Internacional de Dermatoscopia (ISD) e do Grupo Brasileiro de Melanoma (GBM),
Aperfeiçoamento em Dermatoscopia e Oncologia Cutânea pelo Hospital A.C. Camargo, São Paulo-SP.

(19) 3408.8810
Rua Tuiuti, 670, Santa Catarina - Americana-SP.
(19) 3498.2216
Rua Treze de maio, 202, Centro - Nova Odessa-SP.
www.daderm.com.br