logotipo

Abriu mão por causa da audição?

LUCIANA RAMOS

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Do que você teve de abrir mão devido à alteração na sua audição? De quais experiências, de quais atividades e entretenimentos?

A perda auditiva não é apenas um incômodo, não passa despercebida e diz respeito à essência da qualidade da nossa vida. Um dos problemas de saúde mais frequentes no mundo, e também um dos mais fáceis de ser tratado. Estima-se que uma em cada cinco pessoas sofra de perda auditiva significativa.
A perda auditiva interfere nas relações familiares e no trabalho, afastando a pessoa das atividades que gosta. Causa estresse e desentendimentos com todos os envolvidos na comunicação, quando necessário repetir ou "gritar" para se fazer compreendido. É causa de tristeza e depressão, inibe a participação em reuniões, festas. Limita o crescimento profissional, coloca em risco a sua segurança - é bastante comum a patologia não permitir que se perceba a aproximação de carros, buzinas, etc.
Pode provocar o "zumbido" e com-prometer o sistema de processamento dos sons, do reconhecimento das falas. Estudos mostram que quando não se pode ouvir o que está acontecendo ao seu redor, sua perspicácia mental e sua capacidade de comunicação se deterioram. Em aproximadamente setenta por cento dos casos de Alzeimer ocorre também a perda auditiva – um agravante.




A perda auditiva é um fato real que não transcorre de forma sutil. O ato de pedir para que se repita, ou, responder completamente diferente do que se questionou, torna a perda auditiva igual ou mais visível que o uso de próteses.
É bastante detectada nas relações familiares, mas deve ser confirmada por um especialista.
Os avanços tecnológicos estão à disposição e atendem a todos os tipos de perda auditiva - para cada caso um aparelho específico.
Os aparelhos auditivos permitem configurações acústicas, o que permite ajustes graduais para que o seu cérebro se acostume, gradualmente, com a nova qualidade de som. Existem os modelos que podem se ajustar de acordo com os ambientes que frequenta.
Oferecem também interação, via Bluetooth, com smartphones de processadores Androide e IOS. Também possuem acessórios exclusivos, com aplicativos exclusivos, que facilitam a interação direta com outras tecnologias. Alterações posteriores podem ser feitas pelo próprio usuário.
Hoje é possível ouvir cada nota de uma música, na sua exata forma concebida.
Entre noventa e noventa e cinco por cento dos casos podem ser resolvidos com essas tecnologias.
Ouça melhor, viva melhor. Você pode investir em você.



Luciana Ramos CRFa. 5910
Fonoaudióloga




(19) 3461.0053 | 3604.8458
Rua Presidente Vargas, 655, Vila Medon - Americana

(19) 3324.0053 | 3324.0043
Rua Luis José Duarte, 141, Centro  - Sumaré