logotipo

Bichectomia

DENIS VINCENZI

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

A cirurgia de baixa complexidade que pode trazer nova harmonia para o seu rosto

Esta cirurgia adota a técnica de ser feita pela parte interna da boca, portanto, não comprometendo a parte externa, sem os riscos da cicatriz externa quando da retirada da denominada bola de Bichat * - que é uma estrutura anatômica, localizada entre a mucosa oral e a pele, na altura da bochecha, logo abaixo do nosso osso malar. O objetivo é o afinamento dessa parte do rosto, retirando o ar infantil que o formato redondo tende a expressar - o que é bastante comum. Pode ainda ser aplicada para fazer com que o osso da região da bochecha se apresente mais pronunciado, formando o efeito blush. Serve também, e é de extrema valia nos resultados, para aqueles que costumam morder a face interna das bochechas, de forma constante, durante o processo de mastigação. É uma cirurgia de baixa complexidade que pode perfeitamente ser realizada em regime ambulatorial, com a anestesia local. O procedimento demora no mais das vezes aproximadamente uma hora. O pós-operatório é de pouca dor, no entanto pode coexistir um edema relativamente grande - um inchaço - que tende a perdurar por quatro dias, ou um pouco mais. Nessa fase é de extrema importância uma rigorosa higiene bucal - para se evitar possíveis infecções. Os resultados começam a se mostrar em quinze dias, e estarão completos em quatro meses. Porém, vale salientar, que os desejados resultados deste procedimento são definitivos. 

Muito importante, no pós-operatório, é que o paciente deve abster-se da prática de esportes por umas quatro semanas, assim como da exposição ao sol. Uma das questões recorrentes que se levanta em relação à cirurgia é sobre o fato do quando se envelhecer. E aí, como ficará meu rosto que já foi operado de bichectomia? Independente da retirada da bola de Bichat, nosso rosto vai ficando, com o passar do tempo, cada vez mais flácido. Inevitavelmente ocorre uma atrofia progressiva dos músculos faciais, assim como com os da mímica. O tratamento indicado nessa época será o Lifting, o levantamento das estruturas faciais, associado ou não a lipoaspiração, ou ainda, uma lipo-enxerto, ou, o uso de expansores tissulares – como preenchedores.

* Marie François Xavier Bichat. Anatomista francês que descreveu a estrutura em 1802.


 

Dr. Denis Vincenzi
CRM 53523
Cirurgião Plástico RQE 12615/91