logotipo

Você sabia que os seus cabelos podem dizer muito sobre a sua saúde?

ISABELLA PIOVEZAN

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Apesar de não desempenharem funções vitais no ser humano, os cabelos exercem um papel psicológico de extrema importância, haja vista a frequência de queixas relacionadas à sua redução ou alterações de suas características.

Estima-se que o couro cabeludo tenha cerca de 100.000 a 150.000 fios de cabelo e que o crescimento deles se faça em torno de 10 mm por mês.

Muitas são as situações que evoluem para a queda dos cabelos, tais como: doenças tireoidianas, febre, dietas radicais para emagrecer, cirurgias, anemias, deficiência de ferro, zinco ou vitamina D, após infecções, ou em doenças sistêmicas graves - como Lúpus Eritematoso Sistêmico e HIV. É típica do uso de certos fármacos, como alguns anti-depressivos, anti-hipertensivos, quimioterápicos e contraceptivos orais. Existem também os casos de queda de cabelos que são influenciados por fatores hormonais e genéticos, como a alopecia androgenética, em que ocorre a diminuição de cabelos da região ântero-superior do couro cabeludo.

É sempre importante que o paciente seja avaliado por um médico, pois o exame físico é a etapa mais importante da abordagem deste paciente. A avaliação dos cabelos de todo o couro cabeludo, bem como dos pelos do corpo, deve ser realizada. Cor, brilho, textura e comprimento, são dados importantes. A avaliação das unhas é fundamental, principalmente frente à frequente associação de doenças das unhas e de doenças inflamatórias que acometem o couro cabeludo. Exames laboratoriais, direcionados à queixa do paciente, podem auxiliar no tratamento. Nos casos de dúvida diagnóstica, a biópsia está indicada.

A conduta terapêutica deve ser individualizada, considerando-se a faixa etária e a extensão da doença. O tratamento pode ser tópico (medicações aplicadas no couro cabeludo para diminuir a atividade inflamatória e diminuir a queda dos cabelos), intralesional (para tratar algumas lesões localizadas e para diminuir a queda e estimular o crescimento dos fios), terapia sistêmica (que pode ser através de polivitamínicos e para tratar as doenças que desencadeiam as alterações do couro cabeludo) e até mesmo o transplante capilar.


isabellapiovezan bio

Dra. Isabella Piovezan
CRM 146.307


isabellapiovezan logo