logotipo

COMER DE TUDO UM POUCO PODE NÃO FAZER TÃO BEM

GRASIELA MARCHIORI

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Tem coisa gostosa demais, mas não muito recomendada. Se você tem estômago sensível, pior


saudesocial out2018 

O MACARRÃO INSTANTÂNEO

Mais conhecido como “miojo”, é feito a partir de massa pré-cozida e frita, que facilita o manuseio e aumenta o prazo da validade e conservação. Na composição tem SÓDIO, que, em excesso pode causar doenças cardíacas e derrames cerebrais, somado ao aumento da pressão arterial e de mais gorduras no sangue. Tem XAROPE DE MILHO, rico em açúcar, associado ao aumento de peso e resistência insulínica. Tem GLUTAMATO MONOSSÓDICO, um realçador de sabor que pode causar dores de cabeças, náuseas, palpitações cardíacas e sudorese. Tem TBHQ, um tipo de fenol ou álcool conservante que pode provocar zumbidos nos ouvidos, delírios e náuseas. Um pacotinho de 80g oferece o equivalente a 20% da recomendação diária de ingestão calórica. São 54% carboidratos, 16,3% proteína e 36,6% gordura, e dessa gordura, 16,8% corresponde à gordura saturada. O sódio representa mais de 69% da recomendação de ingestão diária. O consumo deve ser muito esporádico, mesmo para quem gosta demais disso.


saudesocial out2018b


A BATATA CHIPS

Fritas ou cozidas, as chips são uma tentação! O problema é que o petisco deixou de ser nutritivo assim que caiu na fritura, e, ao receber SÓDIO e CONDIMENTOS acima do recomendado. Quando frita, a batata produz uma substância chamada ACRILAMIDA, que também é liberada pela fumaça de cigarro. Essa substância está associada ao desenvolvimento de alguns tipos de câncer, a infertilidade, degeneração cognitiva e outros males.

Uma porção de apenas 100g de batata chips representa mais de 25% do valor diário de calorias para um adulto e 30% do sódio do seu dia! As batatas saborizadas, por ervas e temperos, também contêm substâncias como GLUTAMATO MONOSSÓDICO e GUANILATO-DISSÓDICO, todas associadas ao câncer.


saudesocial out2018c 


A SALSICHA

É obtida por meio do processamento de carnes mistas - bovina, suína ou de aves – só que cruas. Estudo realizado pela Associação Americana de Medicina concluiu que consumidores frequentes de salsicha, em dez anos, têm 50% mais chances de desenvolver tumores de baixo cólon e reto. Em sua composição encontramos MÚSCULOS DE BAIXA QUALIDADE, TECIDOS GORDUROSOS, CARNE DE CABEÇA, PATAS DE ANIMAIS, PELE DE ANIMAL, SANGUE, FÍGADO, e outros subprodutos do abate. Após o cozimento, a massa é submetida a técnicas e são adicionados NITRITOS E NITRATOS DE SÓDIO, e, ALCATRÃO DA FUMAÇA DO CARVÃO, ambos cancerígenos. Ainda, a CAPA DE CELULOSE, ESPECIAIS DE AMIDO e XAROPE DE MILHO. Será que o sabor vale à pena?


saudesocial out2018e

A MARGARINA

Em regra, uma mistura de óleos vegetais hidrogenados e ou interesterificados – TRANS, mais água e emulsificantes, ou seja, óleo vegetal endurecido. E a gordura trans é ruim por aumentar o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, eleva a fração LDL e diminui a fração HDL, que não é coisa boa para a saúde. SUPER DICA: substitua a margarina por azeite extra virgem – antigamente era o que havia de melhor, de mais nobre, pão umedecido no azeite.


saudesocial out2018d

O SORVETE

O sorvete é feito a partir da mistura de ÁGUA OU LEITE, AÇÚCAR, GORDURA, SUCO OU AROMA DE FRUTAS, EMULSIFICANTE, ESPESSANTE e ADITIVOS. Sua fórmula permite que sejam acrescentados ingredientes para se obter sabores e texturas variadas. Os altos índices de açúcar e GORDURAS TRANS presentes nos sorvetes industrializados, além dos CORANTES e AROMATIZANTES ARTIFICIAIS podem causar sérios danos ao cérebro e ao sistema nervoso e contribuem para a resistência insulínica.

Os sorvetes de frutas costumam ser mais leves, pois são feitos com água, embora carreguem uma grande quantidade de açúcar ou adoçante. Há diferentes técnicas de fabricação A melhor opção são os sorvetes caseiros feitos com ingredientes selecionados, mesmo assim consumidos com moderação. São essencialmente gordurosos, a cremosidade advém da gordura. Já o sorbet feito a base de frutas maduras é ótima opção para refrescar no calor, ou o frozen, feito à base de iogurte. Sorbet e frozen são opções menos calóricas e contém basicamente alimentos naturais e pouco processados, além disso, não possuem conservantes e colaboram com o bom funcionamento do intestino. Alerta: fique de olhos nos rótulos. Muitas marcas já substituíram a gelatina animal pela de origem vegetal, como a goma guar, goma jataí, carragena e outras – vale à pena pesquisar.

 

GRASIELA MARCHIORI
CRN3 12.349
Nutricionista

Pós Graduanda em Medicina Chinesa e Acupuntura pelo CETN; Pós-Graduada em Fitoterapia Funcional, pela Universidade Cruzeiro do Sul, 2017; Especialização em Fisiologia, Bioquímica, Treinamento e Nutrição Esportiva pela UNICAMP, 2007; Graduada em Nutrição pela UNIMEP Piracicaba, 2001