logotipo

Gastronomia funcional

Lygia Rangel Marcondes

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

É funcional porque além de agradar ao metabolismo do corpo, agrada ao brilho dos olhos e o paladar

Comer agradando aos olhos e paladar sem ingerir material que prejudique alguma parte do nosso corpo, e ainda que retarde o envelhecimento e proporcione o ajuste de peso são os preceitos fundamentais da gastronomia funcional – um trabalho de muita técnica alimentícia. Alguns profissionais da arte ciência gastronômica têm trabalhado o potencial preventivo, associando técnicas (dietéticas) para preservar, potencializar e melhorar a biodisponibilidade dos macronutrientes e dos fitoquímicos.

A nutrição funcional contribui de forma significativa para evitar ou atenuar os problemas causados pelo estilo de vida e por hábitos alimentares prejudiciais – como um contra ponto poderoso contra o sedentarismo, alimentos industrializados e exagero com alimentos de origem animal. É prevenção e não cura, “esses alimentos que possuem capacidades benéficas podem prevenir doenças ou promover mais saúde, mas não pode ser considerados remédios".
Recomenda-se, por exemplo, o suco de romã. Por conter ácido elágico contribui para evitar o envelhecimento precoce e ou doenças degenerativas - combate os radicais livres. Consumir gengibre e cúrcuma, além dos benefícios semelhantes aos da romã, possuem efeitos anti-inflamatórios.
Na prática, o sabor e a saúde podem estar no mesmo prato, ou copo, em perfeita harmonia.


Receitas da gastronomia funcional:

CUPCAKE FUNCIONAL DE ESPINAFRE E
SEMENTE DE 
GIRASSOL


 

• 3 ovos orgânicos em temperatura ambiente
• 1/2 xícara de chá de biomassa de banana verde 
• 1/2 xícara de chá de óleo granola
• 1 xícara de chá de farinha de arroz
• 2 colheres de sopa de farinha de quinoa
• 1/2 xícara de chá de leite de soja
• 150 gramas de folhas de espinafre
• 1/2 cebola
• 2 dentes de alho
• 1 colher de sopa de azeite de oliva
• sal q/b
• 1 colher de sopa de fermento químico
• 3 colheres de sopa de semente de girassol


MODO DE PREPARO

Refogue o azeite, o alho e a cebola (picados) até que estejam macios. Acrescente as folhas de espinafre. Cozinhe por cerca de 4 min. - até que as folhas estejam macias. Misture bem e deixe esfriar. Bata 2 claras em neve com 1 pitada de sal e deixe de lado. Bata duas gemas e 1 ovo inteiro até formar a espuma clara. Adicione óleo de canola e bata por 2 min. e adicione a biomassa, o leite, as farinhas, o sal e por último o fermento. Despejar o espinafre refogado (frio) na massa e misture suavemente com as claras em neve. Coloque a massa em forma para cupcake. Decore com sementes de girassol e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por aproximadamente por 25 min. Rende 12 cupcakes.

Possíveis substituições:
a) troque a farinha de quinoa por de grão de bico, de amaranto ou de mandioca torrada;
b) troque o leite de soja por de arroz, de amêndoas, de macadâmia ou de inhame;
c) troque o fermento químico por creme de tártaro ou bicarbonato de sódio;
d) troque a semente de girassol por de abóbora ou gergelim.

Lygia Rangel Marcondes
CRN 4109
Nutricionista

(19) 3455.5494 | 3407.6827 | 99121.4564
Rua Fernando de Assis Saes, 267
Centro – Santa Bárbara D´Oeste