logotipo

Alimentação mais econômica

Lygia Rangel Marcondes

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Como se alimentar de forma saudável durante uma crise financeira

É possível seguir algumas diretrizes e continuar a comprar alimentos saudáveis ao invés de passar, devido à crise, para uma dieta de batatas fritas, queijos e massas - ou hambúrguer e cachorro quente. Aqui vão nossas dicas:
• compre produtos da marca do próprio hipermercado - são mais econômicas.
• procure frutas, verduras e legumes da época - são mais baratos e tem mais qualidade.
• no quintal cultive vegetais e frutas. Plante ervas frescas em um vaso dentro de casa.
• consiga proteína com as boas peças de carnes, mas, de preços mais reduzidos - suspenda o mignon, bife de lombo, etc.
• compre peças não preparadas.
• carnes menos nobres da vaca ou de porco têm preços mais acessíveis – embora mais rígidas, dá para amaciá-las no cozimento e obter um saboroso prato.
• compre galinha inteira com os ossos. Custa menos e é fácil preparar um saboroso filé de galinha.
• compre produtos menos processados.
• prefira arroz integral.
• beba café em casa - acrescente umas gotas de leite ou nata. Dará um toque especial e é muito mais barato do que tomar na rua.
• esqueça os snacks. São pobres em nutrição. Se não aguentar, compre pacote família e divida em embalagens menores. Ou faça os caseiros.
• há receitas interessantes a base de macarrão.

Podemos poupar um bom dinheiro e ter proteínas, carboidratos, sais minerais, vitaminas e demais nutrientes em quantidades saudáveis para toda família. Essas são as substâncias que o nosso corpo precisa. Não é da marca mais cara ou da embalagem mais colorida.
 

Lygia Rangel Marcondes
CRN 4109Nutricionista

(19) 3455.5494  |  3407.6827
Rua Fernando de Assis Saes, 267
Centro – Santa Bárbara D´Oeste