logotipo

O equilíbrio do peso no pós 40

CAMILA CODOGNO GALENO

Gostou? Compartilhe!

Compartilhar em FacebookCompartilhar em Google PlusCompartilhar em StumbleuponCompartilhar em TwitterCompartilhar em LinkedIn

Hábitos discretos e os resultados fabulosos na busca pelo tão desejado equilíbrio do peso

Numa época em que muitas mulheres, na faixa dos quarenta anos, precisam se desdobrar nos papéis de esposa, mãe e profissional, num mercado de trabalho cada vez mais competitivo, o estresse e a correria do dia a dia podem causar danos à saúde, e, originar, inclusive, doenças crônicas. Para lidar com tantas atribuições, sem sobrecarregar ainda mais o organismo, a grande aliada é a alimentação. Se for adequada, além de ajudar a evitar problemas de saúde, proporciona energia. 

Nessa faixa etária, as mulheres encontram dificuldades para emagrecer devido à redução do metabolismo, às alterações hormonais, a qualidade do sono, ansiedade, depressão, e, o estilo de vida. Assim, resta encontrar o equilíbrio de tudo, dos fatores psicossociais.

A dica principal para iniciar um tratamento de sucesso é realizar atividade física, dormir bem e buscar aliviar o estresse do dia a dia. Ter hábitos alimentares super saudáveis, como por exemplo, fazer de cinco e seis refeições por dia, a cada duas ou três horas - isso mantém o metabolismo ativo, evita “beliscos”, e, menos fome na refeição seguinte.

É importante tomar um ótimo café da manhã. Isto também favorece o aumento do metabolismo, que tem o dia inteiro para gastar essa ótima refeição. Ingerir dois litros ou mais de água por dia é fundamental – não durante as principais refeições, o que pode atrapalhar o processo digestivo. Realizar as refeições em locais calmos, longe de situações de estresse e nervosismo, sentado e sem fazer nada diferente enquanto come - com foco no quanto e no que se está comendo. Iniciar as principais refeições pelo prato de salada, o que ajuda muito na saciedade. Mastigar bem e devagar, até que tudo esteja bem “trituradinho”. Evitar alimentos gordurosos e calóricos, o excesso de sal, temperos prontos, conservas e enlatados, assim como a ingestão de bebidas alcoólicas, refrigerantes e sucos artificiais. São medidas próprias do equilíbrio do peso.

Procure montar uma alimentação variada e equilibrada, com a inclusão de alimentos fontes de fibras, antioxidantes e antiinflamatórios. No período da menopausa, deve-se incrementar o cardápio com alimentos que contenham fitoestrógenos, pois auxiliam no alívio das ondas de calor, o que é uma queixa universal. Para driblar tensões emocionais, a dica é incluir os alimentos com nutrientes importantes na produção de serotonina - o neurotransmissor do bem-estar e do bom humor.


 

Camila Codogno Galego - CRN3 37415
Nutricionista Clínica e Esportiva
Acupuntura Auricular Chinesa



(19) 3012.1955 | 999777.0645
Rua Fernando de Camargo, 895
sala 84, Centro - Americana
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.